Categoria: Geral

Dia do Pediatra

Dia do Pediatra

By sudamar on 9 de agosto de 2016 in Entrevistas, Geral

Você sabe o que é um neonatologista? Nesse bate-bapo realizado no HMMR para a Polícia federal o delegado Clayton Bezerra tirou muitas dúvidas da população sobre o maravilhoso trabalho que esses profissionais realizam desde o momento do nascimento, tanto nos bebês saudáveis quanto nos prematuros e naqueles que nascem com complicações ou doenças congênitas. Temas policiais muito importantes foram abordados como abuso sexual de crianças, agressão, maus tratos e os malefícios do uso de álcool e outras drogas para a saúde do bebê que muitas vezes sofre crises de abstinência quando nasce e para de receber a droga através do organismo da mãe. A entrevista foi em homenagem ao dia do pediatra, comemorado em 27 de julho e quem representou toda a classe com muita categoria foram as doutoras Gisele Lacerda e Noêmia Reis, que realizam um trabalho maravilhoso no Hospital Municipal da Mulher Mariska Ribeiro no bairro de Bangu no Rio de Janeiro. Programa gravado no HMMR para os delegados de Polícia Federal, Imperdível! Realização: SINDPFRJ, FENADEPOL e ADPF.

Identidade Indígena

Identidade Indígena

By sudamar on 9 de agosto de 2016 in Entrevistas, Geral

Debate realizado na Academia Brasileira de Filosofia sobre as consequências que  a autodeclaração vem trazendo para a cultura indígena depois que o reconhecimento dos membros pelas autoridades das próprias tribos perdeu importância possibilitando que”indígenas” autodeclarados se manifestem pelas tribos através de livros, palestras e eventos propagando a cultura das tribos de forma deturpada através do país e no resto do mundo. Estará ameaçada a cultura indígena?

Polícia Federal muda domicílio de Carlinhos Cachoeira para Bangu novamente.

Polícia Federal muda domicílio de Carlinhos Cachoeira para Bangu novamente.

By sudamar on 29 de julho de 2016 in Entrevistas, Geral

cachoeira_3_20160728091117

Carlos Augusto Ramos, vulgo Carlinhos Cachoeira, foi preso na manhã desta quinta-feira (28) em um hotel da Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio. Cachoeira cumpria prisão domiciliar desde o dia 11 de junho, quando deixou o complexo penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio.

A 1ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal (TRF-2) determinou nesta quarta-feira que Carlinhos Cachoeira,  Fernando Cavendish, e outros três réus da Operação Saqueador voltem para a cadeia em prisão preventiva.

Os três são suspeitos de montarem um esquema de lavagem de R$ 370 milhões desviados dos cofres públicos. A decisão do tribunal foi unânime, com três desembargadores votando pela volta dos suspeitos a uma prisão de verdade.

Como a decisão do tribunal volta a valer a decisão do juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro que determinava o cumprimento da prisão preventiva em regime fechado.

O desembargador Paulo Espírito Santo, presidente do tribunal, disse que “o país não suporta mais a corrupção e a impunidade dos mais ricos que nunca vão para a cadeia”. O relator Abel Gomes já tinha votado pela volta da prisão dos suspeitos e o desembargador André Fontes acompanhou o voto dos dois colegas.

Combate ao terrorismo sem tréguas: Polícia Federal prende o 13º Elemento.

Combate ao terrorismo sem tréguas: Polícia Federal prende o 13º Elemento.

By sudamar on 29 de julho de 2016 in Entrevistas, Geral

0frw64prc8q8nzcxgsqo7gsa3Mais um suspeito de terrorismo foi preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira (27) à noite.

Chaer Kalauon foi preso em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro em uma intensificação das operações contra o terrorismo antes da abertura dos jogos olímpícos.

As acusações são de que o suspeito, que tem 27 anos e é descente de libaneses, teria feito apologia ao terrorismo nas redes sociais.

Chaer Kalauon já é o décimo terceiro de uma  lista de supostos terroristas detidos na última semana pela Polícia Federal depois da descoberta de possíveis planos de ataque durante as olimpíadas do Rio.

Procurado

A Polícia Federal também procura um iraniano de 27 anos suspeito de terrorismo que usa o nome de  Pouria Paykani, . Ele chegou ao país em março, vindo do Uruguai, e foi visto em mais de uma ocasião tirando fotos do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.

 

 

Polícia Federal deflagra operação Salve Jorge de Combate ao tráfico Internacional de Pessoas

Polícia Federal deflagra operação Salve Jorge de Combate ao tráfico Internacional de Pessoas

By sudamar on 29 de julho de 2016 in Entrevistas, Geral

operação salve jorgeA Polícia Federal iniciou uma operação para desarticular organização criminosa envolvida com tráfico internacional de pessoas para fins de exploração sexual.

Durante a Operação intitulada “Salve Jorge”
Foram cumpridos 5 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de condução coercitiva, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Amazonas e a ação contou com aproximadamente 30 policiais. Os conduzidos estão sendo ouvidos na Superintendência Regional do Amazonas.

As investigações indicaram que o grupo criminoso planejava levar jovens amazonenses à Coréia do Sul para apresentações artísticas regionais do Amazonas, bem como para exploração sexual, por intermédio da empresa BRAZIL AMAZON SHOWS & PRODUCTIONS.

Na promessa oferecida aos dançarinos, estão incluídas passagens aéreas, visto, alimentação, moradia e ainda salário mensal de R$ 3.000,00. Os anúncios de recrutamento dos jovens foram veiculados em redes sociais utilizando o nome da Polícia Federal como órgão validador dos contratos de trabalho e vistos, a fim de ludibriar os dançarinos dando a aparência de legalidade.

No curso das investigações, verificou-se a participação de nacionais coreanos no financiamento do projeto criminoso. Ainda constatou-se que a maioria dos integrantes do grupo já estiveram no exterior, tanto na Coréia do Sul, como em países do leste europeu, agenciando dançarinos.

A deflagração da Operação Salve Jorge ocorre na véspera do Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, dia eleito pela Assembleia-Geral da ONU, e marca a participação da Polícia Federal na “Campanha Coração Azul”, que visa alertar a sociedade sobre o tráfico de pessoas.

Haverá coletiva de imprensa às 11 horas, na Superintendência Regional do Amazonas.

Fonte: DPF

OPERAÇÃO NIÁGARA DA POLÍCIA FEDERAL COMBATE ESQUEMA DE COMPRA DE VOTOS

OPERAÇÃO NIÁGARA DA POLÍCIA FEDERAL COMBATE ESQUEMA DE COMPRA DE VOTOS

By sudamar on 27 de julho de 2016 in Geral, Reportagens

pf

A Polícia Federal cumpriu nesta terça-feira (26) os mandatos de busca e apreensão, de intimação de suspeitos e condução coercitiva, por investigados de participar de esquema de compra de votos em Alagoas.

O objetivo da Operação Niágara é combater ações que visavam angariar votos para as eleições de outubro/2016.

Um pré-candidato a prefeito da cidade de Viçosa e um proprietário rural estão entre os suspeitos de distribuir dinheiro e benesses ao eleitorado.

Fórum “Segurança Pública: Desafios de uma sociedade em GUERRA.”

Fórum “Segurança Pública: Desafios de uma sociedade em GUERRA.”

By sudamar on 23 de julho de 2016 in Entrevistas, Geral

DSC_0632No dia 21 de julho a Academia Brasileira de Filosofia abriu suas portas para o Fórum “Segurança Pública: Desafios de uma Sociedade em Guerra”, organizado por seu presidente, Professor João Ricardo Moderno e pelo presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro, Clayton Bezerra. O evento também contou com a parceria da FAEPOL (Fundação de Apoio ao Ensino e Pesquisa da Polícia Civil), FENADEPOL (Federação Nacional de Delegados de Polícia Federal), ADPF (Associação Nacional de Delegados de Polícia Federal) e o Programa Polícia Cidadã.

DSC_0921
Dr. Luiz Carlos Cruz – diretor da ADPF-RJ

Nomes de grande reconhecimento e saber jurídico das diversas esferas de segurança pública participaram do fórum como palestrantes e debatedores, numa tarde de muitas reflexões e discussões com o objetivo de trazer à tona temas inerentes ao cenário atual e propor direcionamentos a serem seguidos pela sociedade.

DSC_0751
Cel. Mario Sérgio Duarte

A mesa de debates foi composta por personalidades efetivamente atuantes, profissionais e estudiosos em segurança. Coordenada durante todo evento pelo Professor Moderno e enriquecida com as experiências e ideias das seguintes autoridades: Juíza Renata Gil (presidente da AMAERJ), Delegado Federal Marcelo Itagiba, Delegado da Polícia Civil Ruchester Marreiros, Juiz Federal Wilson Witzel (presidente da AJUFERJES), Delegado Federal Antônio Rayol, Delegado Estadual Marcus Neves, Promotor de Justiça Marcos KAC, Juiz Alexandre Abraão (presidente do 3º Tribunal do Júri do Estado do Rio de Janeiro), Ex-Deputada Estadual e membro da ABF Aspásia Camargo, Delegado da Polícia Civil José Paulo Pires (Presidente da FENDEPOL), Delegado Federal Luiz Carlos Cruz (diretor regional da ADPF) e Coronel Mario Sérgio Duarte (ex-comandante da PMERJ).

DSC_0007.MOV_snapshot_39.51_[2016.07.23_01.47.41]
Juiz Alexandre Abraão

O tema “Desafios de Uma Sociedade em Guerra” foi desdobrado e tratado sob perspectivas diferentes. Porém, todas elas confirmam que o termo GUERRA define o momento crítico que atravessa a segurança pública do Estado do Rio de Janeiro e do Brasil.

DSC_0006.MOV_snapshot_21.56_[2016.07.23_01.45.51]
Presidente da ABF, prof. João Ricardo Moderno
Corrupção, sucateamento e desrespeito com o profissional de polícia, falta de investimento, desatualização do Código Penal Brasileiro, falta de recursos para a segurança, políticas de segurança pública equivocadas, entre outros assuntos foram discutidos exaustivamente sob aspectos e pontos de vista algumas vezes divergentes, o que tornou a discussão mais enriquecedora ainda.

DSC_0005.MOV_snapshot_02.08_[2016.07.23_01.37.54]
Dr. Clayton Bezerra do SINDPF-RJ entrevistando participante

O Fórum foi transmitido ao vivo pela página www.policiacidada.com.br e inteiramente documentado, seus participantes e palestrantes deixaram depoimentos gravados quanto a importância de um evento desta magnitude.

DSC_0006.MOV_snapshot_00.04_[2016.07.23_01.39.50]
Dr. Rayol, delegado de Polícia Federal
O fórum e seus propósitos se estendem com uma série de pautas a serem elaboradas e com a edição de um livro resultante da gravação e transcrição taquigráfica de todas as ponderações, argumentos e propostas apresentadas pelos participantes.

DSC_0637
O livro terá o mesmo nome do fórum e será não só um valioso elemento de consulta para advogados, magistrados, promotores e estudantes como também se tornará um importante registro documental para a história, deste momento grave que a sociedade atravessa.